Bom, quem acompanha aqui sabe que além da Rússia fui para Estônia e fiquei lá por quatro meses, depois de duas idas a passeio fui para ficar por esse tempo, afim de aprender mais sobre esse pequeno país báltico, com uma cultura rica, influência da Rússia. Cidade de Tallinn com um contraste novo com prédios altos e ao mesmo tempo a cidade velha com torres medievais e a brisa do mar gelada de congelar.

E o idioma? Conseguiu aprender alguma coisa?

O que eu posso falar do idioma estoniano é que em quatro meses aprender a manter uma conversar, isso não… o idioma estoniano ou estônio é muito distante das línguas europeias tão longe do português quanto do próprio russo. Se você pensa que um russo entende algo que os estonianos falam, você está enganado, pois não dá para entender uma palavra, a sensação que nós temos ao ouvir um estoniano falando é a mesma sensação para um russo, isso está relacionado ao fato desse idioma ser de um outro grupo de línguas. Próximo dele está o finlandês, mesmo assim gramaticalmente diferem-se um pouco. Como sou um louco por idiomas exóticos e tão diferentes, resolvi aprender alguma coisa e realmente amei estudar esse idioma, pois mesmo com o pouco tempo, eu já entendo o que está escrito no mercado e até mesmo nos cartazes, nas ruas, mas ainda é pouco, pois não consigo entender uma conversa, isso é difícil, para esse fato requer mais tempo morando nesse pequeno país.

O idioma usa o mesmo alfabeto que o nosso, ou seja letras latinas diferem somente as vogais com tremas, pois elas são o coração desse idioma e tem que ser pronunciadas corretamente se não dificilmente será entendido.

Como se pode ver com duas vogais juntas, já forma-se uma palavra, pois está ai porque o coração desse idioma, pois você encontra muitas, mas muitas palavras somente com essas vogais. Essas quatro vogais são difíceis de serem pronunciadas, mas nada de impossível, tudo requer tempo e pratica.

O vocabulário é bem diferente, mas diferente mesmo o que mais me deixou fascinado para aprender esse idioma.

est_4

Os estonianos ficam contentes ao ver quando você tentar pronunciar algo no idioma deles para pedir no mercado etc.. Pois é bem melhor do que chegar falando direto em russo, isso já vi muitas vezes na Estônia. Aprendi muita coisa, estudei os casos gramaticais, pois uma das características desse idioma são os 14 casos gramaticais de declinações, quem já estudou um idioma que tem casos de declinações faz ideia do que estou falando. No alemão são quatro casos. No russo seis casos. Imagina, você a dificuldade de fixar os 14 casos no estoniano, apesar de parecer tão difícil, na verdade é questão de logica, pois para tudo é acrescentado uma terminação diferente no fim da raiz das palavras, uma vez que nesse idioma não tem gênero, então o plural e as declinações é adicionado na raiz.

Na tabela abaixo a palavra Mina/Ma que significa meu declinada nos 14 casos estonianos:

E, assim é o idioma desse país pequeno banhado pelo mar báltico com um idioma próximo somente de seu vizinho, o finlandês. Foi mais uma fonte de aprendizagem e conhecimento que valeu muito a pena. Lembrando que muitos russos que vivem ou viveram a vida inteira na Estônia só não ganharam a cidadania estoniana, uma vez que não aprenderam o idioma estoniano. Para conseguirem o passaporte estoniano é preciso falar o idioma fluentemente e isso para muitos russos é um bicho de sete cabeças. Estranho, mas mesmo morando no local não falam nesse idioma. A maioria dos russos moram na cidade histórica de Narva, um local onde 90% é somente de russos, mas o caso é que todos falam russo nesse local, daí o problema para falar fluentemente no estoniano.

Até a próxima! HÜvasti!

Não deixe de ver também!

One thought on “Estônia e o idioma”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.