Voltei a São Petersburgo, depois de um ano e meio que tinha voltado ao Brasil, voltei nessas férias a matar a saudade da bela cidade russa. Cheguei aqui no início dessa semana, na segunda feira de madrugada, estava em Samara com meus amigos, comemoramos meu aniversário e corri para o aeroporto peguei um avião de 3 horas de voo. Viagem tranquila, sem turbulência. Quando cheguei o céu estava limpo +3 graus positivos e sem neve e sem chuva. Sai de Samara onde estava -10 graus nevando bastante e escorregadio. Aqui senti até calor ao sair do aeroporto, incrível, mas é porque estava bem agasalhado devido ao frio que estava fazendo em Samara.

Mas quando levantei na terça feira de manhã da janela do meu quarto estava assim:


Como pode-se ver a neve caiu bem tímida pela manhã, apenas manchando alguns pontos de branco. A temperatura está a 0 graus, e essa neve que quase não tem, logo vai derreter.

Marina, minha amiga russa que mora em São Petersburgo, vai levar-me para conhecer uma catedral ortodoxa aqui próximo e vamos à noite na famosa pizzaria de São Petersburgo, segundo ela, outubro não nevou esse ano em Petersburgo e somente chuva e a temperatura entre +10 até +14, algo que deixou todos surpresos por aqui, na segunda que cheguei que tinha parado de chover.

Bom, em Petersburgo estou com minha amiga Marina e sua filha Eva. Muito bom matar as saudades dos amigos e um ano e meio é como se fosse uma eternidade.


A noite resolvemos ir para pizzaria em família.


O passeio a noite por São Petersburgo, foi perfeito. Logo a temperatura caiu para -2 graus. Não resisti e tirei algumas fotos dessa cidade que amo demais.



Essa foto abaixo é do outro lado do rio Neva, vista do palácio de inverno a noite. Imagem pra nunca se esquecer.


A foto abaixo do museu:


Ontem resolvi sair à noite sozinho e fui andar pelo centro de São Petersburgo. Aliás ando dia e noite por essa cidade maravilhosa, cuja cultura, arte, poesia está tudo no ar, ainda mais com esse frio gostoso e essa neve tímida que cai e derrete. Nessa semana a temperatura caiu de novo e de dia, pois chegou a -6 graus, o inverno veio comigo de Samara.

Na foto abaixo está a catedral kazansky, passando em frente dela para matar a saudade:


Na foto abaixo um dos canais que cortam a bela Petersburgo:


Não tinha como deixar para trás minha catedral russa favorita, pois é, estou a falar da catedral salvador do sangue derramado:



Fotos abaixo do palácio de inverno a noite.



Um dos portões do palácio de inverno:


Aproveitando que estava andando pelo centro, desci no metrô Aliéksandr Ploshad’ para um passeio pelo local, mas estava muito frio na quarta-feira, -6 graus e neve, finalmente neve, não muita mais o suficiente para cobrir as ruas de branco.



Hoje é meu última dia em São Petersburgo, já fui passear pelas ruas do centro e despedir –se da minha cidade russa favorita. Como sempre prometendo que volto, nem que seja somente para passear, mas eu volto, porque eu adoro esse lugar, simplesmente amo demais esse lugar e aqui é onde sinto-me completamente bem.

Tirei essa foto abaixo, hoje. Parece aqueles filmes de terror, cemitério, neve, igreja, corvos e frio. Rsrs


Bom, deixa eu terminar de arrumar minha mala, pois dentro de duas horas vou entrar no trem direto para Moscou, pois é de lá que sai meu voo de volta para Brasil.

Já estou com saudades de São Petersburgo. Já estou com saudades desse país fantástico que é Rússia.


Não deixe de ver também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.