A Rússia sempre foi um sonho, mas não somente um sonho e sim um sonho gigantesco que sempre esteve comigo. Eu sempre estudei sobre esse país, sobre a época da URSS e etc. Quando surgiu isso tudo? Eu particularmente não sei, mas sei que desde da minha infância fui um apaixonado por essa terra distante. Lembro-me de uma amiga sueca da minha mãe, que sempre reunia as crianças do bairro nos dias de domingo para aulas na igreja. Ela mostrava mapas e explicava como vivia os povos de alguns países, lembro que ela tinha uma filha que morava na Rússia ou França e ela mostrava o local no mapa. Faz muito tempo e não lembro exatamente de tudo e nem mais da fisionomia dela, mas lembro que foi a primeira estrangeira que vi na vida. Um certo dia ela foi embora e aquelas aulas com uma sueca que falava português com um sotaque muito lindo, simplesmente acabaram. Soube que ela tinha ido embora para sua terra no exterior, (Suécia) e minha mãe perdeu o contato com ela. Eu sempre penso que talvez ela com suas aulas falando de culturas diferentes para uma criança com 6 anos de idade influenciou bastante pela paixão que sinto por terras distantes e incríveis como a Rússia. O tempo passou, nunca mais ouvimos falar dela. Eu sempre fui estudando mais e mais sobre esse gigante país que é Rússia. Houve muitos momentos que deixei para lá, uma vez que em minha cabeça havia a ideia de que seria impossível ir para um país tão longe, do outro lado do mundo com um idioma desconhecido e etc. Nessa época nem se quer passava pela minha cabeça que um dia eu estaria na Rússia.

Como você aprendeu russo sozinho? Clique aqui e veja nesse post.

O idioma russo sempre fascinou-me e tinha um objetivo de aprender russo e falar fluentemente, para um dia ir para Rússia e morar naquele lugar, conhecer as belas cidades russas e infiltrar – se em uma rica cultura. Tanto é que, o idioma eu aprendi sozinho com livros, sendo muito deles em francês e inglês, uma vez que material em português na internet e nas livrarias eram difícil de encontrar. Eu nunca tive recurso nenhum para pagar um curso de russo em alguma escola ou professor particular, mas entretanto a sede que eu tinha para falar russo era tanta que coloquei na minha cabeça que iria aprender sozinho, querendo ou não eu ia aprender de alguma forma e foi realmente o que aconteceu.

A viagem para Rússia.

Não fazia a mínima ideia de como iria para Rússia, apenas queria acreditar que isso iria acontecer e que isso seria possível. Claro que não foi tão fácil assim, mas eu tentei, uma vez que o único recurso que eu tinha para isso era minha força de vontade o meu desejo de realizar esse grande sonho e a fé de que ele seria realizado.

Não, eu não ganhei na loteria. Não era nenhum rico, não tinha dinheiro o suficiente para isso. Nasci em uma família pobre, ou seja como a maioria da população brasileira. 

 Quero dizer que acreditei em meu sonho, acreditei que um dia estaria lá, mesmo sem saber como isso iria acontecer, mas tinha certeza que iria acontecer. Apenas pessoas certas foram colocadas em meu caminho e tudo aconteceu conforme eu desejei, conforme eu sonhei, conforme tinha de acontecer, conforme Deus permitiu. Ninguém pagou minha passagem, ninguém deu-me dinheiro, não, não foi isso que aconteceu, apenas oportunidades apareceram e eu percebi que ao ter fé acreditar no que eu tanto desejei eu chegaria lá. Eu sou daquela filosofia que me ensine a pescar em vez de dar-me o peixe, ora se você receber somente o peixe e não saber pescar, quando ele acabar você morrera de fome, é assim que funciona, então sempre fui daquele que quer aprender a pescar seu próprio peixe. Eu digo isso agora para você entender que de alguma forma queria realizar esse sonho por suas próprias possibilidades.

Fui para São Petersburgo em abril de 2011 com objetivo de ficar 90 dias. Como aconteceu? Amigos ofereceram moradia, conheci uma família russa muito boa, onde tornaram-se minha segunda família, receberam-me com braços abertos. Pessoas muito boas, que quando chegou próximo de vencer os 90 dias providenciaram tudo para que eu ficasse mais tempo morando com eles. Foi uma experiência única e maravilhosa. Todos os dias agradeço por tudo isso! Sou grato demais por ter tido a oportunidade de ir parar tão longe, mesmo quando a situação parecia, mostrar ao contrário.

 Estava em um local totalmente diferente, um outro mundo, acordei ouvindo russo, nas ruas russo, na tevê somente russo e mergulhei de cara em uma cultura e costumes totalmente diferentes. Um simples menino que aos domingos ia para igreja para aulas educacionais com uma sueca que falava português e hoje esta do outro lado do mundo. Nessas aulas ia longe em sua imaginação por terras distantes, a imagem dela com os mapas mostrando a Europa e explicando as línguas faladas em alguns daqueles países não apagaram da minha memória e ainda mais algumas palavras que ela falava em seu idioma nativo (sueco). Se ela soubesse que aquelas simples aulas fizeram grande diferença, fizeram eu sonhar alto e ir tão longe.

Eu ainda não estava em si quando andava pelas belas ruas de São Petersburgo, eu parecia que vivia um sonho. Várias vezes imaginei-me atravessando o mundo! Cheguei a ver em sonhos eu em terras distantes. Lá estava eu, pois era tudo o que queria naquele momento, estar ali, visitando aqueles museus, atravessando o rio Neva, aprendendo mais e mais sobre o idioma russo, lendo meus livros russos tudo em russo. Tudo aconteceu tão rápido, lembro que recebi da empresa em que trabalhava um dinheiro, apesar de não ser o suficiente para comprar a passagem para Rússia, mas guardei ele com esse objetivo, mesmo sem ter ideia se iria conseguir ou não. Um belo dia não sei porque fui entrar no site da companhia aérea, justamente naquele dia, mas entrei, algo tocou-me para entrar e ver quanto estavam as passagens aéreas, pois consegui pegar uma promoção em que faltava somente cem reais para completar a passagem aérea. Falei com a família em São Petersburgo que mês de abril sairia meu voo e eles já estavam aguardando-me.

A volta para o Brasil depois de 3 anos de Rússia.

Caro leitor, a Rússia é um país muito burocrático, por isso para conseguir documentação para ficar mais tempo dá muito trabalho, mas muito trabalho mesmo. Eu consegui ficar mais do que 90 dias, mas trabalhar somente dando aulas de francês, inglês e português, pois o visto para conseguir permissão para trabalho estava mais burocrático ainda. Uma das maneiras é alguma empresa no Brasil contratar o funcionário e enviar ele a trabalho para Rússia. Como conseguir ficar esses três anos na Rússia? Somente dando aulas, aluguel não pagava, somente despesas com comida e etc. e que eram o suficiente. Se você quiser saber mais sobre como morar na Rússia, clique aqui!

Não tive escolha, não conseguimos mais prolongar o visto, pois eu tinha 90 dias para que meu visto dessa vez com permissão de trabalho ficar pronto, o caso que levaria um ano para ele ficar pronto e diante desse tempo tinha que esperar, só que tempo eu não tinha, pois os 90 dias venceriam logo e depois desse período teria que deixar o país. A fila para esse visto é enorme e não tinha o que fazer pois eu tinha que esperar na fila. Foi quando eu percebi que meu tempo na Rússia acabou. Depois de 3 anos teria que voltar ao Brasil. Bom, que iria ver minha família etc., mas eu adoro esse lugar e foi um baque com certeza, pois eu queria ficar mais, eu sentia como se estivesse em casa, não sei explicar, talvez minha Mama tem razão quando diz que eu nasci no Brasil, mas minha alma é russa. Bom, tudo tem sua hora e seu tempo. Se foi preciso voltar eu voltei. Sinto falta, e muito de São Petersburgo. Feliz pois realizei um sonho, mesmo quando ao meu redor tudo parecia mostrar ao contrário. Eu provei para mim mesmo que não é bem assim, basta acreditar que tudo vai acontecer conforme tem que acontecer no seu tempo certo. Hoje eu sei que quando queremos uma coisa nós conseguimos quando deixar de pensar negativo. Acreditar que é possível e você merece isso, pois você consegue. É assim que tem que pensar, pois de outra forma não vai levar a lugar algum.

Até a próxima!

13 thoughts on “Como você conseguiu ir para Rússia?”

  1. Olá Marcus, tudo bem?
    Estou morando em Novosibirsk há 2 meses já. Como você, vim com permissão de turista (90 dias). No entanto, minha chefe quer que eu continue aqui até pelo menos o final do ano escolar, e eu não sei como renovar minha permissão ou o que eu faço pra ficar aqui. Detalhe: eu tenho que deixar o país até o dia 25 de Outubro. Você poderia me dar algum direcionamento?
    A minha chefe está tentando, mas visto de trabalho é muito burocrático. Que opções eu tenho?

    Desde já eu agradeço.

    Lucas Chagas

    1. Lucas, boa noite!
      Pelo que entendo vc esta trabalhando no período que esta como turista? Esses 90 dias que vc esta na Rússia vc não pode trabalhar, uma vez que vc esta como turista, se a policia descobrir que vc esta trabalhando e sem visto, acredite é motivo para deportação.
      O visto de trabalho é muito burocrático. Tem esse visto РВП, mas não consegui fazer, uma vez que demora pra ficar pronto e o prazo de 90 dias não é o suficiente. Uma dica é sair da Rússia quando estiver próximo para vencer os 90 dias e entrar em algum espaço schengen. Presta atenção quando voltar para Rússia novamente, esses 90 dias é contado novamente, mas a policia federal russa já esta por dentro disso e pode recusar-se a carimbar seu passaporte e carta de imigração. Se carimbar, otimo vc ganha mais tempo para solicitar um visto, caso contrario volte o mais rapido para o Brasil e tente novamente. Rússia e muito burocratica.
      O link abaixo tem informações sobre o visto РВП e outros vistos para quem pretende ficar mais tempo:
      http://ilant-pravo.ru/RVP-razreshenie-na-vremennoe-prozhivanie.html

  2. Bem, eu estou trabalhando sim. É assim, eu vim pra dar aulas de inglês numa escola de idiomas e no final receberei um certificado. Só que apareceram tantas oportunidades aqui que pra mim seria mais vantajoso ficar por aqui. Eu agora presto serviço em 3 escolas, todas elas estão tentando achar uma forma de me manter aqui até maio pelo menos. De qualquer forma, se eu nao conseguir ficar aqui nesse período voltarei para o Brasil, tentarei algum visto e voltarei. Oportunidades não me faltam aqui. Obrigado pelas suas informações. Aah, oq dificulta um pouco é o fato de nao saber russo, sempre estou dependendo de alguém pra me ajudar com informações. Obrigado mais uma vez!

    Att,
    Lucas Chagas

    1. Eu sei como e Lucas. Oportunidades realmente aparecem bastante, principalmente se falar o idioma e isso ajuda muito até pra conseguir a cidadania russa. Pra vc ter ideia leva 8 anos morando na Rússia para consegui o passaporte russo, isso tudo por causa do idioma, uma vez quem já fala o idioma. em menos de 3 anos já consegue a cidadania . Por isso, meu conselho , não perca tempo e comece a aprender russo , isso é se vc pretende ficar ai.
      Outra coisa é importante saber e entender russo, pois entendendo russo, dificilmente alguém consegue te enganar. Fica esperto com isso, pois alguns russos não são todos, mas tem muitos que querem dar uma de espertos para quem não fala o idioma.
      Precisando de dicas, pode escrever-me.

  3. Priviet Marcus.
    Miniá zavut Giovanni. Fica parecendo que eu manjo do idioma né? Que nada. Estudei apenas dois meses com uma búlgara muito bacana que casou em Portugal com um conterrâneo e, por este motivo veio morar em minha cidade. Aprendi aquelas frases de sobrevivência e muito pouca gramática, com enorme dificuldade na pronúncia, porque a tonicidade das palavras eu achei bastante difícil. Resumindo, sei muito pouco. Acho que dá para pedir comida, água e gastínitsa, etc. Pois bem, o motivo que te escrevo não é para tratar do idioma. É que eu pretendo fazer um pacote de viagem este ano de 2016, naquela janela de verão, entre junho e final de agosto. Então precisava de umas informações muito básicas. Caso você possa me ajudar. Para passar 7 dias lá, 3 em Moscou, 3 em São Petersburgo, eu vou precisar de quantos RUBLOS, sabendo pela última consulta que fiz que 1 real vale 18,35 rublos. Eu me refiro ao BASICÃO. Especificamente, transporte e comida. Claro que terei que trazer umas duas matrioshkas e um ou outro souvenir. O mínimo para não pagar taxas na alfândega aqui no Brasil. Eu preciso saber em RUBLOS quanto que eu pago de despesa de comida por DIA nestas duas cidades? Caso não julgue muito abuso meu. Numa estimativa cara. Por quanto sai meu DIA russo, cotado em RUBLOS??? Considere para tanto, o transporte em metrô, sendo certo que visitarei somente monumentos, como Krásnaia Plóschad, Galereia Tretiakov, Pushkin Cafie, Petrovorets, Ulitsa Arbat e Nevsky praspiekt, etc. Sua resposta me será muito útil, porque sabendo mais ou menos o quanto eu terei de trocar de reais em rublos, não correrei o risco de voltar depois de sete dias com rublos para o Brasil, onde ninguém vai querer comprá-los na minha mão. Solicito muito que me responda. Um abraço.

    1. Giovanni, boa tarde! Добрый день!
      Bom, tirando hospedagem, somente para comida e transporte em Moscou eu refiro-me, uma vez que Moscou é super cara. Acredite, que você vai tomar um cafe com um pedaço de bolo só ai vc já paga 700 rublos. Os preços de tudo em Moscou é super alto e eu sentir essa diferença de assustar, uma vez que São Petersburgo não é nada barato, mas não chega ao extremo como Moscou. Como é somente 3 dias em Moscou, mais ou menos 15 mil rublos pode ser o suficiente, mas ai vai de cada um é claro.O metro em Moscou custa 50 rublos uma viagem. Eu comprei um cartão com 7 dias de viagem para qualquer transporte por Moscou exceto as vans, pois paguei 700 rublos e achei bem econômico, uma vez que você poderá usar quantas vezes quiser ao dia no metro, ônibus, tramvaj…Mais ai é se vc for ficar mais tempo pela cidade. Lembrando que esse bilhete só funcionara na cidade de Moscou.
      São Petersburgo – pode ser que 15 mil rublos seja também o suficiente, uma vez que não chega a ser tão caro assim como Moscou, mas os museus etc cobram mais caro para estrangeiros. O metro em São Petersburgo custa 31 rublos e as vans 40 rublos. Ônibus 38 rublos. Não é caro o transporte. Comida isso depende muito, uma vez que la comida é totalmente diferente do Brasil.
      Lembrando que la não compra real. Você terá que trocar real por euro ou dólar e depois na Russia comprar rublos.

  4. É, um pouco mais, um pouco menos eu já tinha em mente uma despesa nestes patamares. Na realidade, eu imagino que teria mesmo que fazer esta viagem este ano. No ano que vem, haverá copa das confederações e em 2018, a copa do mundo. Eu nem quero pensar como estas despesas serão majoradas. Então, no meu caso, ou é este ano, ou fica para 2019. Quando um casal de tios disse que me acompanhará, porque eles me viram falando uma palavrinhas e juram que eu falo russo. Quem me dera dominar o idioma de Nikolay Gogol, Pushkin, Dostoievsky, Borodin, Ilya Repin, Tungueniev etc. Eu li sua resposta lá no face, sobre comprar comida no supermercado. Ótima idéia. No ano passado estava em Morro de São Paulo, uma ilha nas proximidades de Salvador/Ba e, não intencionalmente eu fiz amizade com um casal de judeus de Telaviv. O pai da esposa do amigo judeu era imigrante russo. Já tinha morrido. Eu me comunicava com o marido em inglês, porque a esposa não falava inglês. Eles estiveram por três meses na cidade natal do pai, não me lembro o nome do lugar mas fica perto de Moscou. Então ela me disse em hebraico e o marido traduziu para o inglês que eu pude entender que, eu posso estudar muito russo. Mas se conseguisse morar lá por um ano eu dominaria mais facilmente o idioma do pai dela. Ela entende que eu deveria ser forçado a tomar café, almoçar, jantar e sair às compras vivendo o idioma. Eu disse que não era minha intenção aprender tanto assim. Apenas um razoável que me livrasse minimamente de situações mais difíceis. Ela começou a rir e me disse que eu me lembraria dela quando pegasse um taxi ou quando o hotel sequestrasse meu passaporte e eu caísse em uma fiscalização da polícia e tivesse que pagar multas. No final eles até me convidaram para visita-los em Israel, mas, sinceramente o lugar mais hipnotizante que eu já admirei em fotografias neste planeta estão mesmo na rússia. Eles, os judeus, não gostaram muito de lá não. Mas disseram que o Morro de São Paulo “looks like a paradise on the earth”. Acho que nos falaremos mais. Do russo eu só dominei mesmo o cirílico escrito em letra de forma, sei contar e, travei quando a minha professora búlgara Kalinka Dimitrova Angelova que agora esta grávida do primeiro filho quis me ensinar os casos de declinação dativo, prepositivo, genitivo, acusativo, instrumental e propositivo. Tem de ir devagar nesta parte. Como é que você aprendeu isto tudo. Estudando sozinho? Rapaz, é difícil. e a pronúncia é um desafio. Tenho um curso completo em CDs. mais apostilas. Mas chega a ser desanimador. Então eu me lembro da judia e acho que ela pode estar certa. Eu estou 90% inclinado a deixar a viagem para depois da copa do mundo, ou seja, entre junho e julho de 2019. Então vou me esforçar para absorver um pouco mais este idioma. Fui muito alertado sobre taxistas. É quase uma questão de seguança. Um abraço meu camarada, falaremos muito ainda a respeito.

    1. Que legal! Bom em todo caso, você indo agora ou depois da copa, o importante é que não deixe de visitar esse fantástico país.
      Tem sim muitos israelitas na Russia espalhados, eu fui várias vezes confundido com israelita tanto em Moscou como em São Petersburgo, até ai nada ruim, uma vez que as relações entre Israel e Rússia são amigáveis e muitos russos moram em Israel.
      Quanto ao idioma russo, eu aprendi sozinho, sim. Não, não é fácil, eu sei disso, eu sempre brinco com meus amigos que é muito fácil, mas lembro no inicio como foi difícil chegar a fluência. Gramatica russa é muito pesada ela chega a ser aterrorizante, uma vez que são 6 casos de declinações e declina-se tudo até mesmo os nomes próprios, mas isso é só questão de tempo e pratica , mas muita pratica.
      Sobre taxistas é somente usar o aplicativo e sem medo, melhor que chegar direto em algum na rua, pois com aplicativo eles não podem cobrar nada a mais, uma vez que vc já recebeu os detalhes por email. Tem até um post no site sobre isso.

    1. Ola Adriano,
      Muito contente que gostou do blog e seja bem vindo. Fique a vontade pra tirar suas duvidas. A ideia do grupo do zap é legal! No Facebook, já tem e no twitter. No rodapé do site você encontra.

  5. Sempre pensei de visitar a Rússia , gostei bastante das explicações do Marcos , mas vejo que vai ser bem difícil para mim , pois tenho 59 anos vai ser impossível de aprender alguma palavra em russo , pois mal falo o nosso idioma 😪😪

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.