Viagem ao Noroeste da Rússia

Quem acompanha meu blog desde do tempo que morava na Rússia, sabe que morei com uma família em São Petersburgo por três anos. Acontece que já vai fazer dois anos que eles mudaram-se de cidade, ou seja deixaram São Petersburgo e foram morar no noroeste da Rússia á 6 horas de São Petersburgo, próximo da divisa com Estônia. Bom, acabei de voltar da cidade de Pskov, sai de lá ás 15 horas da tarde cheguei em São Petersburgo ás 19 horas. Fui passar o final de semana com a minha segunda família. Como estava com saudades deles e agora estou morrendo de saudades deles de novo. Antes de eu começar, eu já havia postado aqui sobre a cidade de Pskov, uma cidade de quase dois mil anos situada no noroeste da Rússia, com aldeias de mil e poucos anos, catedrais e uma fortaleza que defendeu muito a cidade dos lituanos, alemães em guerras medievais a mil e quinhentos anos atrás. Caso "Leia mais …"

A cidade russa de Pskov

Mais uma vez resolvi sair de São Petersburgo e visitar uma cidade simplesmente histórica e milenar, pois dizem que a Rússia começou em Pskov. Fica a seis horas de carro de São Petersburgo. Faz divisa com Estônia, Letônia e Bielorrússia. A fortaleza de quase dois mil anos construída com Não deixe de ver também! Visitando a aldeia medieval Viagem ao Noroeste da Rússia Samara – Rússia O segundo mosteiro em Suzdal’ Mosteiro da cidade de Suzdal’ Cidade russa Siérguiev Pôssad Antiga cidade russa Aldeia de Petchory

Aldeia de Petchory

A aldeia de Petchory fica mais ou menos uma hora de Izborck já na divisa com Estônia. Petchory é mais antiga que Izborsk tem 1782 anos, mas os russos afirmam que é muito mais do que isso. Tem uma fortaleza, é um local considerado sagrado pelos ortodoxos, tanto é que depois dos portões da fortaleza as mulheres não entram de short e sem véu, e se não trouxeram véu, tem uma caixa na entrada com véus para os turistas. Fotos podem ser tiradas, mas não pode fotografar os padres caminhando pelo local, apesar que ninguém seguiu a regra das fotos, as russas ortodoxas sempre pediam para tirar uma foto com algum padre ortodoxo. O local é uma paz, calmo e umas casinhas de madeiras, lojinhas com incontáveis souvenires, pessoas falando russo e estoniano nas ruas. Dentro da fortaleza ás igrejas, as pessoas religiosas até mesmo rezando no caminho. Eu fiquei impressionado com as cúpulas azuis chamando nossos olhos para elas, torres "Leia mais …"