Dois anos que estou aqui na Rússia e recebo sempre por e-mail a seguinte pergunta: “Como é a vida na Rússia?” Então hoje resolvi abrir um tema especialmente sobre esse assunto, uma vez que muitos brasileiros têm curiosidade em saber como é viver nessa terra misteriosa, onde muita coisa acontece. É normal a Rússia despertar muitas curiosidades aos brasileiros, pois ficou por 80 anos fechada a um regime comunista e socialista.

O cotidiano

Assim como no Brasil, aqui todo mundo acorda cedo para ir trabalhar. Os russos enfrentam filas, pegam transportes lotados em horários de picos. Isso tanto em São Petersburgo, onde no momento estou morando quanto em Moscou, pois tratam-se de cidades grandes. Lembro que ás 17 horas fui tentar pegar o metrô aqui mesmo em São Petersburgo e para minha surpresa estava muito cheio, mas muito cheio mesmo, assim como em São Paulo no horário de pico.

E no inverno como que fazem para acordar cedo? Pois, essa é uma das questões que brasileiros fazem. O inverno aqui dura muito tempo, acontece que no inverno escurece muito mais cedo, ou seja ás 16 horas já pode estar escuro e clareia lá para 10 horas da manhã. É estranho acorda 9 horas da manhã e ainda está escuro. É chato porque você levanta para trabalhar e está escuro, volta do trabalho e ainda escuro, como se o tempo não tivesse passado e o sono fica o dia inteiro com você. Quanto a questão de ficar no ponto de ônibus esperando-o no vento frio do inverno com a sensação de que esta congelando, pois os russos já estão acostumados com esse fato, isso já faz parte do cotidiano deles.

Os transportes têm aquecedores dentro, mas não vamos esquecer quando o ônibus ou tramvaj abrem as portas o vento que entra é muito gelado. Os russos afirmam que é cruel quando a temperatura está -20 graus e você está no ponto de ônibus esperando-o para ir trabalhar pela manhã. As pessoas levantam meia hora mais cedo no inverno para limpar a neve da madrugada que cobriu o carro. Isso acontece com muita frequência, pois quando neva a noite inteira, você tem um trabalho em dobro, pois tem que ir com a pá e limpar toda a neve e depois limpar a neve que está no carro também, tenha ideia que a neve gruda no carro, eles usam uma escova especial para não chegar ao ponto de arrancar a pintura do veículo.

Quanto ás leis trabalhistas diferem das nossas, eles não têm muitos direitos, mas também não tem muitos descontos. Os russos pagam o INSS deles no caso que é muito mais barato do que pagamos no Brasil. A condução é negociada com a empresa, algumas empresas pagam tudo, outras a metade e outras o funcionário paga tudo. Por lei um funcionário que pede demissão tem que cumprir com o aviso prévio também que aqui é de duas semanas. No Brasil muitas empresas incluem plano dentário, plano de saúde etc. e uma porcentagem é descontado no salário, pois aqui na Rússia não tem nada disso, uma vez que jamais vão aceitar descontar do pagamento deles, eles preferem eles particularmente cuidarem desse assunto. O 13 salário é algo que não existe aqui também.

Foto abaixo é da carteira de trabalho russa:

A Saúde

Bom, e quanto a saúde? Eu mesmo precisei ir no médico por aqui, entretanto tem filas como no Brasil. Os russos também tem que esperar para serem atendidos, outra coisa é que pela manhã as filas são grandes. Mas o atendimento médico, por enquanto o que presenciei em São Petersburgo difere um pouco do Brasil. Aqui os médicos não passam nenhum medicamento sem antes mandar você fazer exame de sangue, pois qualquer coisa é exame de sangue e tem que ser um exame completo. Depois é que ele vem passar o que você tem e que remédio é necessário tomar. Outra coisa que todos que forem na sala do médico para atendimento tem que usar um  plástico no calçado, sem isso não entra. No Brasil o médico mal olha para você e já passa um diagnóstico sem mesmo ter examinado ou querer saber o que realmente você tem, aqui eu vi diferente, o médico faz uma análise completa, se está com dor no pé da barriga etc., na hora é exame ou ultrassom etc., dependendo da situação. Os russos têm um livrinho onde tem tudo registrado, desde do primeiro atendimento médico quando você nasceu até os dias atuais. Toda vez que precisar de atendimento médico esse livrinho é recolhido na clínica ou posto de saúde onde é registrado tudo. Cada bairro tem seu médico e esse mesmo médico atende em domicilio também e isso é atendimento público. É claro que não é tudo flor, a Rússia não é um país de primeiro mundo, então eu já ouvi os russos falarem que nas aldeias a saúde é precária e o atendimento é péssimo.

No mercado

Aqui ninguém faz compras no mercado como no Brasil. Eu sempre brinco que no Brasil parece que vai haver uma guerra mundial e é preciso estocar comida. Os russos compram no mercado o suficiente para mais ou menos três dias e assim as filas nos caixas dos supermercados são rápidas. Imagina um brasileiro chegar na fila com dois carrinhos cheios de compras aqui na Rússia? Uma que vai ser um susto para todos, outra coisa que a caixa por si já é mal humorada e vendo isso coloca para correr do local. Pois é, eu não sei se mal de caixa de supermercado aqui, mas são muito mal humoradas. Rsrsrs.

Aqui ao contrário do Brasil todos, mas todos os estabelecimentos abrem nos finais de semana e todos saem para as ruas e shoppings lotados, pois sábado e domingo não fica ninguém em casa.

No verão

No verão os russos viajam muito e a cidade aqui em São Petersburgo fica completamente vazia. Alguns vão para Turquia, um dos locais favoritos dos russos, outros para o sul especificamente Sotchi onde o clima é tropical. Quem não tem muita grana para essas viagens ou preferem realmente ir para casinha da floresta ou casa de campo resumindo em russo a famosa datcha e passam o verão inteiro fora da vida cotidiana da cidade grande. Os russos sempre arrumam um meio para não ficar nas férias em casa, sempre há uma maneira para correr da vida cotidiana, pois férias aqui resume-se em descanso e viagem.

A vida na Rússia

A vida na Rússia é diferente sim da vida no Brasil, pois muitas coisas mesmo que chegam próximo do que venhamos a viver no Brasil, ainda sim tem muitas coisas que diferem um do outro. Cada um vive conforme sua realidade, pois no Brasil vivemos conforme nossa realidade tanto quanto a clima, história e essa mistura de povos. Na Rússia a mesma coisa e a vida aqui pode parecer interessante para um brasileiro ou não, pois isso vai depender de cada um. Tenha ideia que nem tudo para nós brasileiros que parece ser tão normal é a mesma coisa aqui na Rússia, pois alguns temas ainda são tabus por aqui, pois a educação aqui é outra.

Tem o povão na Rússia? – Tem sim, cada um com sua educação, pois na cidade grande como em São Petersburgo o povo tem uma educação um tanto diferente de quem mora nas aldeias, pois você indo para uma aldeia russa vai sentir uma certa diferença do povo que mora na cidade, algumas coisas positivas e outras negativas. Eu já vi muita gente mal educada e grossa com uma educação péssima, assim como também já pessoas de uma educação de admirar.

Assim como os brasileiros os russos também são muito hospitaleiros, pois sempre fazem um banquete para te receber em casa. Lembro que fui visitar uma conhecida e nunca vi um atendimento como aquele, pois parecia que eu estava indo para um restaurante. Eles são muito hospitaleiros e realmente fazem você sentir-se confortável na casa deles.

Como um brasileiro eu diria que tem muita coisa aqui que gostei e que me atraiu bastante nesse país, mas também tem muita coisa que aborrece, como o fato de não ter nenhuma lei para proteger a mulher, pois o homem pode dar na cara da mulher na rua e ninguém faz nada, nem mesmo a polícia.

Bom, não dá para colocar tudo aqui, mas se faltou alguma coisa que você ficou com curiosidade ou dúvida, deixe em comentários ou mande um e-mail clicando em contato.

Até a próxima!

Não deixe de ver também!

5 thoughts on “A vida na Rússia”

  1. Alô, Marcus. Achei seu blog por acaso na internet e me apaixonei por ele, por sua história também. Tenho 17 anos e agora estou começando a estudar russo. A grande Rússia, como você diz, é magnífica. A vida nela deve ser mesmo bem interessante. Creio que um dia poderei morar lá. E estou fazendo o possível para realizar esse sonho. Trabalhando, juntando dinheiro, fazendo essas coisas, creio que será possível, passar menos um ano lá. Queria te fazer uma pergunta. Já que você disse que não trabalhava no inicio, que tipo de visto você conseguiu para poder passar quatro anos lá? Aonde você trabalhou, por conta própria ou por escola?

    1. Ola Pedro
      Fico contente que acompanhe o blog.
      Dava aulas somente. Tanto na escola de idiomas, quanto pelo Skype.
      Obrigado pelo seu comentário e fique a vontade para tirar suas duvidas no blog!

  2. Olá Marcus!Estava olhando na internete sobre médicos na rússia e encontrei também por acaso seu blog,você disse que foi ao médico consultar,mas como se procede a consulta médica no caso de uma pessoa que ainda não tem nacionalidade russa?Você consultava através do plano da empresa que trabalhava?porém dá para consultar sem nacionalidade?Para quem pretende ir pra rússia morar você acha que é necessário a pessoa fazer um plano de saúde neste país se ainda não tiver emprego?ou o sistema garante assistência ao estrangeiro ainda sem nacionalidade?e sobre o idioma você fala russo fluentemente?Pra se comunicar com um médico por exemplo posso me comunicar falando um russo básico?

    1. Boa tarde, Marco Aurélio
      A consulta medica ocorre normal e vai ter que esperar junto com os russos. Lembrando que estrangeiro paga um valor pela consulta e pelos medicamentos se for o caso.
      Sim, da para consultar sem nacionalidade, mas é uma consulta paga mesmo sendo em um local publico, pois para estrangeiros é cobrado.
      Eu fui em um posto próximo de casa e paguei pela consulta. Sim e falo russo fluentemente. Os médicos somente em russo.É claro que pode ocorrer de ser atendido com algum que fale inglês, mas nunca vi e acho difícil. Sim, mas tem que ser algo que eles entendam. Os russos não são tão pacientes quando um estrangeiro não consegue falar direito o idioma, pois refiro-me a médicos e enfermeiros, principalmente os mais velhos nesse ramo. Os jovens já tem paciência e tenta até ajudar.

  3. Prefiro mil vezes viver num país lixo como o Brazil que a Rússia que é ainda mais corrupta e o povo não pode nem reclamar senão o desaparecimento do indivíduo é imediato, não existe liberdade, o Putin é um deus e só o governo vive muito bem, aliás são trilionarios mostrando a corrupção sem medo nenhum. A mulher é só uma vagabunda, o povo vive como escravo e numa terra que o sol não existe. Trevas pura. Karma horrível nascer nesse país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.