Olha o que encontrei na capital russa Moscou. Esse é o monastério Novospasskiy. Vale muito a pena visita-lo. Ele fica em Moscou na praça Kristianska. Para chegar até esse local você simplesmente precisa pegar o metrô até a estação Proletarskaya, depois seguir em frente até Krutitskiy, atravessa no lado da rodovia Novospasskiy. No cruzamento você vai ver o monastério com sua torre de sinos.

O monastério foi construído no século XIII pelo príncipe Danilo. Ivan Kalita transferiu-o para fortaleza no ano de 1330. O tanto de construções surgidas na fortaleza naquela época estava aumentando cada vez mais, foi então que houve a necessidade de retira-lo da fortaleza. O monastério foi trago para Krutitskiy na beira do rio de Moscou, onde ele está até os dias de hoje.

Entenda que essas construções no século XIII, por exemplo, eram feitas de madeira, depois de algum tempo que surgiu de pedras, sendo assim era possível transferir, igrejas monastérios etc. A torre que você vê na foto foi construída depois já em pedra no local onde localiza-se.

O monastério ficava localizado no sudeste de Moscou, como todos os monastérios daquele tempo, era o ponto de defesa da cidade de Moscou.

Como você viu nas fotos acima essas paredes de pedras, e as torres de artilharias, foi depois de Ivan o terrível que passaram de madeira para construção de pedra, 1640-42. É tão antigo, não é mesmo! Imagina, você! Como essas paredes são antigas e guardam histórias. Enquanto o Brasil ainda estava sendo descoberto pelos portugueses, na Rússia já havia tais construções. Se você adora viajar no tempo, imaginar como as pessoas dessa época viviam atrás dessas paredes de pedras ou antes de madeira, defendiam-se dos inimigos como podiam. A Rússia é pura história, isso em qualquer uma de suas cidades, então você precisa vir para Rússia.

A torre de sino com relógio foi construída em 1759 pelo então arquiteto Ivan Zherebtsov. É muito alta de perto!

A construção dessa torre foi um processo muito longo, devido faltar dinheiro para o termino, seu termino mesmo só veio acontecer no ano de 1785;

E no monastério uma catedral de paredes brancas e cúpulas azuis. Essa catedral foi construída em 1645-47, mas tenha ideia que estou falando da catedral de pedra, pois a de madeira que existia no lugar dessa foi construída em 1491-97.

Como todos os outros monastérios, depois da revolução de 1918, foi fechada ás igrejas e monastérios. Esse monastério só veio voltar a abrir suas portas em 23 de março de 1991. Tanto tempo fechado, não é mesmo¹ Ainda bem que não bombardearam como fizeram com muitos outros. Sim, no comunismo muitas igrejas antigas e monastérios foram bombardeados, derrubados, uma vez que eles não viam sentido ter igrejas e monastérios num regime comunista e ateísta.

Essa cruz da foto abaixo é em memória ao príncipe Sergey Aleksandrovitch Romanov, que foi morto na saída do monastério em 1905.

E passeando por esse território, descobre-se mais e mais novidades. Tudo tão antigo, construções de 1645 pra cima, isso de pedra, pois muito, mais muito antes disso eram todas de madeira.

É um passeio e tanto! Fiquei impressionado com a energia desse lugar e já sinto falta deixando-o para trás. Suas paredes, catedrais, torres tudo rodeado pelos muros de pedras. O rio congelado pelo frio do outono. Rússia é fantástica, é por isso que não troco esse lugar por nenhum outro da Europa, não é um país de primeiro mundo, mas também de forma alguma fica em terceiro.

Não deixe de ver também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.